Extremamente fundamental, o Marketing Tático é o que conecta o planejamento estratégico ao plano de ação. Saiba como ele funciona e alcance suas metas! 

 

O que é Marketing Tático? 

 

De forma geral, é por onde os objetivos e seus prazos são definidos para seu plano, de fato, funcionar. É a ferramenta que trabalha com a prática, por isso, é preciso estabelecê-la antes de agir, para evitar atirar no escuro. 

É o plano de Marketing que prevê quais ações devem ser realizadas.  

O Marketing Tático é o que está entre a estratégia (uma visão mais ampla sobre as ações) e o plano de ação (cumprimento das tarefas). O MT, em síntese, é a etapa onde se pensa em como realizar aquilo estabelecido no plano estratégico. 

Lembre-se que essas três etapas são igualmente importantes para uma boa atuação de Marketing! 

 

Por que o Marketing Tático? 

 

O plano tático atua com metas a médio prazo do negócio em mente, por isso, é necessário se preocupar com possíveis situações de atraso.  

Focado em determinar ações na área operacional, o Marketing Tático direciona a marca e influencia a atuação de toda empresa, assim como os fornecedores e parceiros, e a própria clientela.  

Por isso é tão necessário! Criar um Plano Tático significa decidir quais ações serão (e como serão) tomadas para cumprir os objetivos de cada setor da sua empresa. Ou seja, essas pequenas escolhas se tornarão grandes metas no futuro. 

Uma vez que não podemos saber apenas o que queremos, mas como podemos alcançá-lo, traçar um bom plano se torna essencial!

 

Como funciona o Marketing Tático? 

 

Há diversas formas de fazê-lo, cada um específico para situações diferentes, no entanto, vamos apresentá-lo de uma maneira mais geral, já que traçar objetivos e metas é algo intrínseco a qualquer empresa, não importando a sua atuação no mercado.  

Então vamos às dicas: 

  1. Após o Planejamento Estratégico, que sabemos ser a primeira etapa, avalie as forças e as fraquezas de cada setor da sua empresa;
  2. Detalhe quais ações pretende tomar para fortalecer os setores; 
  3. Formule novas abordagens de Marketing, como por exemplo, saiba quais serão os novos investimentos feitos pela empresa; 
  4. Reflita sobre as consequências dessas possíveis escolhas. Será que elas são uma boa ideia? 
  5. É hora de pôr a mão na massa! Finalmente, escolha aquilo que solucionará melhor o problema apresentado. 

Não se esqueça de acompanhar o desenvolvimento da empresa através de relatórios e feedbacks! 

Seguindo essa lista como básico, será muito mais fácil alcançar seus objetivos profissionais!