Em uma parceria construída entre os fabricantes e os varejistas, todos saem ganhando. Saiba como aplicar o Trade Marketing na sua empresa! 

O que é Trade Marketing? 

 

Como uma parte importante do Marketing Empresarial, o Trade Marketing se apresenta como um conjunto de estratégias B2B (Business to Business) que constitui uma parte fundamental para quem tem o interesse de comercializar seus produtos com empresas varejistas.  

Em síntese, para que a empresa consiga ampliar as vendas, melhorar a experiência do cliente e fechar negócios, a equipe responsável pelo Trade Marketing fortalece o relacionamento entre a marca e os canais de distribuição. 

A fim de, consequentemente, causar uma experiência memorável de compra para os consumidores. Uma vez que o contato das empresas com os consumidores finais é feito através delas. 

 

Conceitos de Trade Marketing 

 

  • Comprador: é quem compra para comercializar nos pontos de venda; 
  • Pontos de venda: são os estabelecimentos onde os produtos estão disponíveis (online ou offline); 
  • Canais de venda: onde se vende diretamente para os compradores (online ou offiline); 
  • Consumidor final: é quem, de fato, consome o produto. 

 

Benefícios do Trade Marketing 

 

Com certeza, uma das maiores vantagens do Trade Marketing tanto para a empresa quanto para o distribuidor é o crescimento no número de vendas. 

Afinal, a marca precisa ter uma quantidade de vendas relevante ao chegar aos atacadistas, enquanto o ponto de venda depende da boa saída desse produto para lucrar. 

Levando também à maior visibilidade e alcance para ambos os lados. 

Além desses pontos, devemos mencionar: 

  • O atendimento das necessidades atuais dos consumidores; 
  • A otimização da divulgação do produto no ponto de venda e das partes do processo de compra; 
  • O posicionamento positivo na cabeça dos consumidores; 
  • O aumento da vantagem competitiva; 

 

Como planejar o Trade Marketing 

 

Primeiramente, como me qualquer estratégia de Marketing que queira tomar, pesquise o mercado. O recomendado é que essa pesquisa substancial seja centrada em seu público-alvo. 

Por isso, analise quais são as tendências online e estude o máximo que conseguir sobre seu segmento de mercado! 

Esse estudo de mercado irá definir quais marcas serão listadas como maiores desafios para sua empresa no futuro. Além de começar a esclarecer de que forma você poderá se destacar entre seus concorrentes. 

Após a pesquisa, trace planos mais específicos, como: quanto você vai investir, quais serão seus objetivos em um mês. E ajuste essas questões a seus conhecimentos obtidos. 

Depois disso, você pode começar, de fato, a pôr a mão na massa! 

Siga esses passos: 

  1. Determine um padrão de Branding e Merchandising, já que a forma que o produto será exposto no ponto de venda faz com que a marca seja reconhecida em meio as outras; 
  2. Além do próprio padrão de marca, escolha também um padrão de lojas parceiras, defina bem seu nicho; 
  3. E para saber se está no caminho certo? Acompanhe os resultados do seu plano de Trade Marketing, cheque sua efetividade e ajuste o que for necessário; 
  4. Recomende estratégias de Marketing nos pontos de vendas, além de preços e descontos; 
  5. Planeje o estoque; 
  6. Coordene as pesquisas com os consumidores dos pontos de venda. 

No fim, todas essas etapas, se bem feitas, te levarão a maximizar as vendas e a otimizar as atuações comerciais em geral. 

Por isso que, no Trade Marketing, é importante orientar cuidadosamente as relações entre os níveis dessa cadeia de venda, seguindo os dados sobre o comportamento do seu público-alvo. 

Mas lembre-se: como diversas estratégias do Marketing, o Trade também está em constante mudança! Para não ficar para trás, é preciso adaptá-las às novas necessidades do mercado!